olha, você aí que tem a felicidade de passar o carnaval no melhor lugar do mundo, também conhecido como pernambuco, favor comparecer ao cave na nave!

vou discotecar por lá na segunda de carnaval, a partir das 14h!  =)

Confira a programação:

#13/02 – Sábado 11AM – Dj Sets de Estudio Alba (Herbie + David / estudioalba.com) +
D_Mingus + Retrovisores + Ex-Exus + Tacape + Saltos Ornamentais.

#14/02 – Domingo 12AM – Dj Sets de Cheque Girls (Licia + Tony / textículos de mary) +
Boys CDU (youtube.com/pegazuspower) + Som Barato (Firmino / sombarato.org) +
Monstro Amor + Del Rey Cover + Rafoso.

#15/02 – Segunda 12AMDj Sets de Angela Prysthon + Lulina +
Dani Arrais (donttouchmymoleskine.wordpress.com) + Mellotrons +
Oraporra (oraporra.wordpress.com) + Ariana Couto.

#16/02 – Terça 12AM – Dj Sets de Mooz (mooz.com.br) + Bande Ciné (Filipe Barros + Thiago Suruagy) +
Originais do Sample (Felipe Machado) + Pornheads (Peco + Rebel K + Lorelai).

durante todo o evento – EVERYTHING IS TERRIBLE broadcasting / SALSAMAN performance /
THIAGO TRAPO action painting.

BISTRÔ DESESTABYLES – drinks do verao no distro desestabyles.

Tickets R$ 10 – do meio-dia à meia-noite!
Infos 81 91172344 / 81 96561198
NAVE – Rua Capitão Lima, 210, Santo Amaro.


com vocês, o querido thiago pethit, entrevistado de março do cafofo sessions!


léo é aquele tipo de amigo que, toda vez que fica responsável pelo som, nos surpreende com uma seleção maravilhosa. a trilha do réveillon, por exemplo, vai ficar marcada pra sempre na memória por conta de uma música que tocava o tempo inteiro! larararalarararannnn   =)

nada mais natural, então, do que pedir pra esse monstro (apelido dado por sua amiga e parceira lulina) fazer uma mixtape pro don’t touch. ele fez várias, só que nunca me entregava…. até hoje! abro meu e-mail e lá está a deliciosa seleção, que ele intitulou de “many moons do be found”.

“sabe aquele esquema surrealista de livre associação de idéias? foi meio assim. coloquei uma música pra tocar e, quando ela terminou, coloquei a música que veio imediatamente na minha cabeça, sem pensar (afinal eu fiquei pensando tanto pra fazer a primeira e nem entreguei, que resolvi não pensar mesmo)”, diz ele.

então alegrem o dia de vocês e ouçam a mixtape de léo!

baixem a miguxtape #23 aqui

01. Sixty/Forty – Broadcast
02. Hello Hammerheads – Caribou
03. Kyoto Song – Joker’s Daughter
04. Caracol – Tremor
05. Bichinho do Sono – Bruno Morais
06. Ambulance – Blur
07. Wicked Wisdom – Of Montreal
08. The Height of the Summer – The Knife / Mt. Sims / Plannintorock
09. Colours – Hot Chip
10. They Are Coming – Husky Rescue
11. Call 1-800-FEAR – Lali Puna
12. Used To Be – Beach House
13. Alone In Kyoto – Air
14. Taking Tiger Mountain – Brian Eno



para quem gosta de corujas. achei no craftzine


padre elvis

04Feb10

para casais bem-humorados! enfeite para o bolo à venda na etsy


david jones é nada mais nada menos que david bowie. aí acima, ele responde a carta de sua primeira fã norte-americana. uma fofura armazenada no letters of note

quem me mostrou foi o tomaz


três momentos

04Feb10

a noite, a tarde e o dia ensolaradíssimo do kc photography

vejam mais: http://www.flickr.com/photos/kcpolaroid_xd/


hahaha demais, allan sieber!


Eu era um sujeito então perseguido pelas nostalgias. Sempre tinha sido, e não sabia como me livrar da saudade para viver tranqüilamente.

Ainda não aprendi. E desconfio que nunca vou aprender. Mas pelo menos já sei uma coisa valiosa: é impossível se livrar da memória. Você não pode se livrar daquilo que amou.

Isso tudo vai estar sempre com a gente. Sempre vamos desejar recuperar o lado bom da vida e esquecer e desnutrir a memória do lado mau. Apagar as perversidades que cometemos, desfazer as lembranças das pessoas que nos magoaram, eliminar as tristezas e as épocas de infelicidade.

É totalmente humano, então, ser um nostálgico, e a única solução é aprender a conviver com a saudade. Talvez, para a nossa sorte, a saudade possa se transformar, de uma coisa depressiva e triste, numa pequena faísca que nos impulsione para o novo, para nos entregar a outro amor, a outra cidade, a outro tempo, que talvez seja melhor ou pior, não importa, mas será diferente. E isso é o que todos procuramos todo dia: não desperdiçar a vida na solidão, encontrar alguém, entregar-nos um pouco, evitar a rotina, desfrutar a nossa parte da festa.

Eu ainda estava assim. Tirando todas essas conclusões. A loucura me rondava e eu escapulia. Tinha sido coisa demais em muito pouco tempo para uma pessoa só, e saí por dois meses se Havana.

Pedro Juan Gutiérrez, minha mais nova paixão, em “Trilogia Suja de Havana”

* a foto é de jaime m



Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 70 other followers